sábado, 30 de março de 2019

Milton Luís



Arquivo de Som:

Brutus em Popeye


Biografia:

Milton Luís foi um dublador Carioca.
 
Milton Luís Martins nasceu em 26 de Dezembro de 1931, na cidade do Rio de Janeiro.
 
Cinema
 
Começou sua carreira artística no cinema, com apenas 18 anos de idade, no filme Fogo na Canjica (1948).
 
Milton Luís e Carlos Dolabella em Carnaval Barra Limpa (1967)
 
Posteriormente atuou nos filmes Ângela (1951), Samba (1965), Essa Gatinha é Minha (1966), Engraçadinha Depois dos Trinta (1966), Carnaval Barra Limpa (1967), Como Ganhar na Loteria Sem Perder a Esportiva (1971), e Jorden Er Flad (1977).
 
 
Milton em Como Ganhar na Loteria Sem Perder a Esportiva (1971)
 
Uma curiosidade. Em 1965, já com a facilidade em dublar, fez um falsete e dublou a atriz Sonia Clara no filme O Grande Sertão.
 
Teatro
 
Entre todas as vertentes artísticas que trilho, o Teatro sem dúvida foi uma das mais intensas dela. Começou oficialmente no teatro na Companhia Dercy Gonçalves (CDG).
 
Milton Luís (1954)

Entre as peças que atuou, estão: Um Marido, Pelo Amor de Deus! (1954), ao lado de Francisco Dantas, Eugenia Levy, Waldir Maia, Lucrécia Bórgia (1955), Miss Tarada (1956), Waldemar Rocha, Renato Consorte, Dona Violante Miranda (1958), Cinderela de Caxias (1959), ao lado de Manuel Pêra, Eleonor Bruno, Fernando Vilar, La Mame (1960), ao lado de Manuel Pêra, e Eleonor Bruno, e A Mãe do Belo Antônio (1961).
 
Muitas das peças foram estreadas no Teatro Rival, e todas ao lado de Dercy Gonçalves.
 
Em 1963, passava brevemente pelo Teatro Nacional de Comédia (TNC), aonde atuou na peça As Loucas de Mamãe (1963), ao lado de Eleonor Burno, Osvaldo Louzada e Laura Suarez.
 
Posteriormente atuou nas peças: A Escada (1963), ao lado de Mário Lago, Maria Pompeu, Paulo Carvalho, Vanda Lacerda, Gracindo Junior e Mário Monjardim, e Plantão 21 (1964), ao lado de Graça Melo, Paulo Padilha, Dirce Migliaccio, Waldir Fiori e Mário Lago.
 
Em 1965, entra para a Companhia, O Círculo, fundada por Maria Pompeu, Cléber Macedo e Shulamith Iaari, tendo sido esse seu primeiro contato com o teatro infantil.
 
Elenco de Pirlipatinha e o Quebra Nozes (1965)
 
Na companhia, atuou na peça Pirlipatinha e o Quebra-Nozes (1965-66), de Geni Marcondes, ao lado de Maria Pompeu, Sérgio Mamberti, Norma Blum, peça essa que lhe rendeu o prêmio de melhor ator de teatro infantil de 1966.
 
Posteriormente atua em algumas peças, como A Prostituta Respeitosa (1966), produzido por Fábio Sabag, ao lado de Darlene Glória e Delorges Caminha, Ou Isso Ou Aqui (1966), de Roberto de Cleto, poema de Cecília Meirelles, ao lado de Hélio Ari, e Oh, Papai, Pobre Papaizinho, Mamãe Te Pendurou no Armário e Eu Estou Muito Tristinho (1966), de Arthur Kopit, dirigido por Roberto de Cleto, ao lado de Delorges Caminha e outros.
 
Retorna a uma peça infantil em Dona Baratinha Quer Casar (1967), ao lado de Nanci Marques e Vera Lee.
 
Na Companhia Grupo de Teatro Clássico (GTC), atua na peça A Megera Domada (1967), ao lado de Carlos Vereza, Hélio Ari, Jaime Barcelos, Marília Pêra, Gracindo Junior, Carlos Vereza, e outros.
 
A mesma peça foi refeita em 1986-87, mas com com Angélica Mueller, Cleber Sanches e Jeffersin Wingert, diferente do que é contado em outros sites, afirmando que o mesmo elenco de 1967 participou da reedição da mesma. Informações essas confirmadas pelo Jornal do Brasil.
 
No mesmo ano atuou na peça O Segundo Tiro (1967), ao lado de Fábio Sabag e Cecil Thiré, e na comédia musical O Vale (1967), ao lado de Shulamith Iaari, com quem tinha trabalho em 1965-66.
 
O Coelinho Pitomba (1967)
 
Ainda no mesmo ano, com o sucesso inesperado com o público infantil, que até lhe rendeu um prêmio, decide escrever e participar de sua própria peça infantil, O Coelho Pitombo (1967-71), peça que ficou em cartaz por mais de 4 anos, sempre no Teatro de Arena da Guanabara.
 
Elenco de 1970 de O Coelho Pitomba
 
O primeiro elenco da peça foi Leila Jorge, Antônio Miranda, Walney Viana e o próprio Milton Luís, com direção de seu colega de outros trabalhos teatrais, Roberto de Cleto. Em 1969, entra no lugar de Leila Jorge, a rádioatriz e dubladora, Cordélia Santos. Posteriormente o elenco da peça foi mudando, e Milton não participou mais como ator, participando apenas, suponho eu, como diretor ou orientador de elenco.
 
No início dos anos de 1970, em uma mesa de amigos no Bar Zeppelin, no Rio, Milton disse feliz sobre os 35 meses ininterruptos da peça aos domingos e sempre com grande lotação: "Nem eu entendo mais!".

Em 1968, atua em Salomé (1968), ao lado de Marco Nanini, Paulo Gracindo e Iolanda Cardoso.
 
A Bruxinha Jovem (1968), surge logo depois, também de sua autoria, sendo essa mais uma peça infantil em que Luís se empenhou.
 
No mesmo ano, em 28 de Junho, estréia a peça Tiradentes Revistado / Arena Contra Tiradentes (1968), aonde atuou ao lado do colega de dublagem, Antônio Patiño. Em seguida atua no espetáculo Irma La Douce (1968), ao lado de Teresa Amaio, Cecil Thiré, e Magalhães Graça que atuaram na parte musical, aonde Luís apenas atuou.
 
Em 1970, foi convidado por Alda Garrido, para reestrear seu antigo sucesso Maria Fofoca, ao lado de Francisco Dantas e grande elenco, porém a atriz acaba falecendo antes do início da mesma.
   
Em 1971, retorna com a peça A Bruxinha Jovem (1971), tendo 2 anos depois retornado com o mesma sobre novo nome: A Bruxinha Jovem Guarda (1973).
 
Sua bem sucedida peça, O Coelho Pitombo (1976-77), retorna aos teatros, ficando por quase 2 anos em cartaz.
 
Sua última atuação no teatro foi em Entre Quatro Paredes / Huis Clos (1977), ao lado de Otávio Augusto, Vanda Lacerda e Susana Vieira.
 
Iolanda Cardoso, Meri Lino, Carmen Artigas, Milton Luís e Vlade Vitor (1958)
 
TV
 
Na TV teve breve participações, como na TV Rio, na peça infantil Macaquito e o Delagado (1958), ao lado de Iolanda Cardoso e outros, e por volta de 1966, atuando na TV Tupi, também no Rio de Janeiro.
 
Prêmios
 
Em 1966, foi premiado como melhor ator de teatro infantil do país pela peça Pirlipatinha e o Quebra-Nozes, peça essa que o levou ao mundo das peças infantil.
 
Vida Pessoal
 
Por volta de 1965, teve um breve romance com a atriz Mária de Brito.
 
Curiosidades
 
Milton chegou a se formar como contador, mas por conta da carreira no teatro não seguiu essa profissão.
 
Nomes Iguais
 
Havia no Paraná um locutor chamado Milton Luís Pereira, da Rádio Clube Paranaense, que parece ter trabalho para o Jornal do Brasil do Rio de Janeiro nos anos de 1960.
 
Também havia um famoso major do exército e da polícia nos anos de 1950 e 1960, chamado Milton Luis Kruge.
 
Dublagem

Na dublagem, acredito que tenha entrado entre 1960 e 1962, na Riosom. Posteriormente ingressou na CineCastro, aonde dublava constantemente, e na Telecine, aonde atuava em muitos trabalhos como protagonista.
 
Brutus em Popeye
 
Na Herbert Richers ingressou também nos anos de 1960, tendo seu primeiro grande trabalho sido feito em uma produção da MGM, chamada Popeye em 1966, aonde fazia a voz do Brutus. Coincidentemente foi o ano que ganhou no teatro seu primeiro prêmio como melhor ator de peça infantil daquele ano. Seu caminho na dublagem não foi diferente de no teatro, era muito requisitado em fazer personagens do mundo da animação.
 
Apesar da atuação nos anos de 1960 na Herbert, só foi se tornar mais atuante no final dos anos de 1970, início dos anos de 1980, quando as outras empresas faliram, e outras diminuíram consideravelmente seu volume de trabalho.
 
entrou no início dos anos de 1960 na Riosom. Passou pela CineCastro e Telecine, e chegou a Herbert Richers, no qual fez carreira. Dublou por mais de 20 anos na Herbert Richers, em todos os tipos de produções. Milton tinha uma voz forte e grossa e por essa questão era muito requisitado para fazer vilões em filmes e desenhos.

Lex Luthor em Super Amigos
 
Entre seus personagens, estão Cachorrão em É o Lobo!, Quadrado em O Urso do Cabelo Duro, Ralph na primeira dublagem de Papai Sabe Nada, Redondo em Treme-Treme, Falsão em Zé Colméia - A Corrida Espacial, Lex Luthor em Super Amigos, a segunda voz do Rufus Lenhador em Corrida Maluca, Edgard em Aristogatas, Chefe 000 em Robobos, Pépe Gambá em Especial de Páscoa do Pernalonga, Brutus em Popeye de 1966 até o início dos anos de 1980, entre outros.
 
Ricardo Montalban
 
Em filmes fez o ator Ricardo Montalban nos filmes A Fuga do Planeta dos Macacos, A Conquista do Planeta dos Macacos, além da série A Ilha da Fantasia.
 
Além disso foi a voz do Coronel Owens interpretado por Carl Benton Reid em A Fuga do Forte Bravo, Mendéz interpretado por Paul Richards em De Volta Ao Planeta dos Macacos, General Aldo interpretado por Claude Akins em A Batalha no Planeta dos Macacos, Sargento interpretado por Cy Kendall em Tarzan - Contra o Mundo, Hugo Simon interpretado por Claude Dauphin em Grand Prix, Georges de Valmorim interpretado por Lewis Stone em Scaramouche, Asa Worthen interpretado por Robert Burton em Todos Os Irmãos Eram Valentes, Booker interpretado por Ross Elliott em Os Guerreiros Pilantras, Dr. Burton interpretado por Edgar Buchanan em Papai Batuta, Little George interpretado por Merlin Olsen em Jamais Foram Vencidos, Fred Bixby interpretado por Russell Simpson em Sete Noivas Para Sete Irmãos, Nikko Regas interpretado por Paul Henreid em Quando Explodem As Paixões, Turkish Bey interpretado por José Ferrer em Lawrence da Arábia, Senhor Harley interpretado por Frank Conroy em O Dia Em Que a Terra Parou, entre outros.

Em séries fez o Coronel Sherman T. Potter interpretado por Harry Morgan em M.A.S.H, e a segunda voz do Sr. Roarke interpretado por Ricardo Montalban em A Ilha da Fantasia, entre outros.
 
Em 1991, foi contratado pelo Shopping da Gávea, no Rio de Janeiro, para interpretar o Papai Noel conversando com as crianças por telefone, no estabelecimento.
 
Milton afastou-se da dublagem no início dos anos de 1990.

Milton já é falecido.
 
Trabalhos:
 
Filmes
 
- Ricardo Montalban em A Fuga do Planeta dos Macacos, A Conquista do Planeta dos Macacos
- Coronel Owens (Carl Benton Reid) em A Fuga do Forte Bravo
- Mendéz (Paul Richards) em De Volta Ao Planeta dos Macacos
- General Aldo (Claude Akins) em A Batalha no Planeta dos Macacos
- Sargento (Cy Kendall) em Tarzan - Contra o Mundo
- Hugo Simon (Claude Dauphin) em Grand Prix
- Ted Gary, Mordomo (Forrester Harvey) em Mares da China
- Georges de Valmorim (Lewis Stone) em Scaramouche
- Asa Worthen (Robert Burton) em Todos Os Irmãos Eram Valentes
- Booker (Ross Elliott) em Os Guerreiros Pilantras
- Padre (Giancarlo Cobelli) em A Megera Domada
- Dr. Burton (Edgar Buchanan) em Papai Batuta
- Comissário de Polícia Hary (John Mcintire) em O Segredo das Jóias
- Little George (Merlin Olsen) em Jamais Foram Vencidos
- Âncora do Jornal (Jack Latham) em A Fantástica Fábrica de Chocolate (1ª Dublagem)
- Fred Bixby (Russell Simpson) em Sete Noivas Para Sete Irmãos
- Sr. Digby, do Escritório de Patentes (Harry Hayden) em A Bomba
- Nikko Regas (Paul Henreid) em Quando Explodem As Paixões
- Turkish Bey (José Ferrer) em Lawrence da Arábia
- Senhor Harley (Frank Conroy) em O Dia Em Que a Terra Parou
 
Séries
 
Col. Sherman T. Potter (Harry Morgan) em M*A*S*H
Sr. Roarke (Ricardo Montalban) (segunda voz) em A Ilha da Fantasia
 
Desenhos
 
- Cachorrão em É o Lobo!
- Quadrado em O Urso do Cabelo Duro
- Sr. Gambázius (em apenas um episódio) em Os Mussarelas
- Ralph Kane em Papai Sabe Nada (1ª Dublagem)
- Redondo em Treme-Treme
- Falsão em Zé Colméia - A Corrida Espacial
- Lex Luthor em Super Amigos
- Duque Duralumínio (primeira voz) em A Princesa e o Cavaleiro
- Rufus Lenhador (segunda voz) em Corrida Maluca
- Edgar em Aristogatas (Longa-Metragem)
- Chefe 000 em Robobos
- Dr. Madro's em Josie e As Gatinhas
- Brutus em Popeye
- Pepe Le Pew em Especial de Páscoa do Pernalonga
- Mixuruca em Missão Quase Impossível
- Mezmeron em Pac-Man - O Comilão
- Pépe Gambá em Especial de Páscoa do Pernalonga
 
Fontes: Jornal do Brasil, Revista do Rádio, Radiolândia, Cinelândia, Dublanet, Cláudio Caparica, Todo Teatro Carioca, Tribuna da Imprensa.

Total de visualizações de página