domingo, 19 de janeiro de 2020

Selma Lopes


Arquivo de Som: 

Vovó Piedade (Libertad Lamarque) em A Usurpadora 



Biografia:

Selma Lopes é uma dubladora Carioca.

Maria Camacho Lopes (Maria de Carvalho Lopes Gonçalves) nasceu no dia 10 de Setembro de 1928, em Iguape, São Paulo.

Início

Na adolescência, Selma estudava em Santos, e sempre levava seu irmão para cantar em um programa infantil na Rádio Atlântida. Em um dia, recebeu um convite para cantar na emissora. Foi nesse momento que começou sua carreira no rádio. Isso se deu no ano de 1946. Na emissora, também foi locutora e apresentadora, começando só 2 anos depois como rádioatriz.

Em Janeiro de 1948, resolveu ir para São Paulo fazer um teste na Rádio América. Não havendo interesse em contratá-la, Selma parte para o Rio de Janeiro, indo fazer um teste na Rádio Mauá, e sendo contratada imediatamente. Foi contratada em 1 de Outubro do mesmo ano.

Rádio Mayrink Veiga

6 meses depois, em Agosto, foi levada por Rodolfo Mayer para a Mayrink Veiga, aonde se tornou nacionalmente conhecida, seguindo carreira por quase 20 anos.

Em seu início fazia pequenas participações em peças, entre elas Assim é o Teatro (1949), produzido por Dimas Joseph. Posteriormente atuou em outras peças, como no Teatro das Três e Meia (1953), e em Histórias Verdadeiras (1960).

Mas sua carreira foi logo se seguindo para o humorismo, e em pouco tempo fez parte do elenco fixo da casa no seguimento.

Ema D'Ávila, Selma Lopes, Altivo Diniz, Nanci Wanderlei, Chico Anísio e outros (1958)

Entre os programas que atuou, estão Caipiradas (1949), Turbilhão de Risos (1951), de Manoel de Nóbrega, A Pensão da Dona Emília (1951-52), Casa de Doidos (1952), Ritmos e Alegria (1953), Levertimentos (1954-58), Lendas e Verdades de Todo o Mundo (1956) (com Marilene Alves e Estelita Bell), Ritmo e Alegria (de Gilberto Martins), Zé Caruaru (1956) (com Zé Trindade), Buraco da Fechadura (1956), ao lado de Altivo Diniz, Ema D'Ávila e outros, O Trabalhador Se Diverte (1957), Da Boca Pra Fora (1957), De Conversa em Conversa (1957), de Chico Anysio, Vai da Valsa (1958), Time de Comédias (1958), Da Boca Pra Fora (1958), narrado por Cid Moreira, A Comédia da Cidade (1958), Risos e Melodias (1959), A Pensão da Dona Emília (1961) Alegria da Rua (com Wilma Faria), entre outros.

Altivo Diniz, Selma Lopes e Ema D'Ávila (1956)

Nos programas humorísticos atuou ao lado de Maria Vidal, Manuel Braga, Zé Trindade, Vilma Faria, Mário Costa, Marilene Alves, Estelita Bell, Wilma Faria, Wellington Botelho, Altivo Diniz, Sérgio Porto, Haroldo Barbosa, Ema D'Ávila, Elza Martins, Chico Anísio, Ênio Santos, Terezinha Moreira, Nanci Wanderlei, e muitos outros.

Ainda no seguimento de humor, esteve nos teleteatros de comédia, como Madame Zuzú em Dia dos Namorados (1951), e no Teatro Comédia, na peça O Brilhante (1952), entre outros.

Antônio Carlos, Selma Lopes, Êniso Santos, Chico Anísio, Nanci Wanderlei, Batista Rodrigues, Zé Trindade, Matinhos, Altivo Diniz, e Ema D'Ávila (1956)

Em rádionovelas fez, O Pão Nosso de Cada Dia (1948), O Grande Anatólio (1950), Uma Porta Fechada (1950), A Praia do Silêncio (1953), O Poder do Ódio (1953), O Homem da Casa Vermelha (1956), A Quarta Guerra Mundial (1957), A Fronteira do Inferno (1963) (de Raimundo Lopes), As Sombras Tudo Encobrem (1956), Os Olhos Claros de Marte (de Edgard. G. Alves), entre outros.

Ficou por quase 3 anos, de 1958 à 1961 sem interpretar em rádionovelas, por tanto trabalho que tinha nas atuações cômicas que fazia no canal.

Em programas diversos, esteve em programas musicais, como Arraial do Pindura a Saia (1954), Aquarela Sertaneja (1956), Falando à Mulher (1957), Musical Antonio Maria (1957-58), ao lado de Virginia Lane, Risadinhal, Zé Trindade, entre outros, além de programas de outros temas, como Seu Lar e Você (1957), ao lado de Marilene Alves, entre outros.

Em séries, esteve em Romeu e Julieta, no episódio A Chanchada (1958), episódio escrito por Chico Anysio, também apresentado na TV Rio.

Em 1961, deixa a emissora, e vai trabalhar em teatro e TV em São Paulo, retornando em 1962.

Vieirinha, Selma Lopes, e Antônio Carlos (1960)

Nessa época, atuou no humorístico O Mundo é Dos Vivos (1963), com Wellington Botelho, e Altivo Diniz, entre outros, nas peças do Teatro de Gala, Meu Filho (1964), e O Quarto Problema (1965), e no programa Crepúsculo Sertanejo (1964), ao lado de Altivo Diniz.

Rádio Mauá

Por volta de 1966/67, esteve na Rádio Mauá, aonde, entre outros atuou no programa Noites Impecáveis (1967), apresentando ao lado de Francisco de Paulo, com direção de Paulo Gracindo.

Altivo Diniz, Matinhos, Zé Trindade, Estelita Bell, antigos colegas de Rádio Mayrink Veiga, entraram alguns meses depois no programa, voltando a contracenar com Selma Lopes.

Teatro

Não temos certeza, mas Selma teria começado no Teatro de Comédias em 1951.

Sua primeira peça foi em Um Carioca no Oásis (1961), dirigido por Wellington Botelho, ao lado de Marly Marlei e grande elenco na Boate Oasis em São Paulo.

Posteriormente, já no Rio de Janeiro, atuou nas peças Dr. Fausto da Silva (1973), com Jorge Dória, Antonio Petrin, Sônia Oiticica, Heloísa Helena e Walter Breda, Gota D'Água (1975-76), com Bibi Ferreira, Bete Mendes, Sônia Oiticica, Isaac Bardavid, e grande elenco, O Homem Que Virou Homem (1977), Rosinha... A Que Veio de Minas (1978-79), de Aurimar Rocha, e Um Rubi no Umbigo (1979), direção de Bibi Ferreira, com Rogério Fróes, e Osmar Prado.

Nos anos de 1980, esteve em Escorrega no Sabão Âmbar (1980), Segura Teu Homem (1984-85), Peru (1986), ao lado de Juca de Oliveira, Edwin Luisi, John Hebert, Francisco Milani, entre outros, Tem Um Tenor no Meu Banheiro (1987), ao lado de Francisco Milani, Vestido de Noiva (1988), com Isaac Bardavid, e Isis Koschdoski, Pra Uma Fina Donzela... Pipoca Nela! (1989), e As Filhas da Mãe (1990), ao lado de Isis Koschdoski.

Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro Na Velha (1993)

Na década seguinte esteve em Eu Poupo, Tu Polpas, Elle "Tuma" (1990), direção de Paulo Afonso de Lima, Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro Na Velha (1993), com Henriquieta Brieba, e Miriam Thereza, Roque Santeiro (1996-97), direção de Bibi Ferreira, com Agildo Ribeiro, Nicette Bruno, e Sidney Magal, Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro Na Velha (1997), e Cafona Sim, e Daí? (1999), com direção de Sérgio Brito.

Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro Na Velha (2013)

Nos anos 2000, atuou em As Filhas da Mãe (2000), comemorando os seus 55 anos de carreira, Assunta 21 (2003), Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro na Velha (2004), retornando pela terceira vez com o espetáculo, Os Aposentados (2005-06), ao lado de Miriam Thereza, Paixão de Cristo (2007), Uma Luz Vai Brilhar (2008), e Encontros Impossíveis (2009), com Nelson Xavier, Denise Reis, e Lafayette Galvão.

Nem Sempre é O Que Lhe Parece (2016)

Nos anos de 2010, retorna mais uma vez com a peça Por Falta de Roupa Nova, Passei o Ferro Na Velha (2013), ao lado de Bemvindo Siqueira, seguida de Nem Sempre é O Que Lhe Parece (2016), com Silvio Fróes, e Último de Carvalho.

Paulo Afonso de Lima foi o diretor que mais convidou Selma para suas peças. Entre elas Vestido de Noiva (1988), As Filhas da Mãe (1989), Eu Poupo, Tú Polpas, Elle "Tuma" (1990), e Os Aposentados (2005-06).

TV Rio

Inicialmente esteve na TV Rio em humorísticos, como Aí Vem Dona Isaura (1957), ao lado de Ema D'Ávila, Alegria de Rua (1958), e Teatrinho das Mercearias, de Victor Berbara, com a peça Romeu e Julieta: A Chanchada (1958), de Chico Anysio, ao lado de Nanci Vanderlei, e Zé Trindade, apresentado também na Rádio Mayrink Veiga

TV Tupi (RJ)

Em Agosto de 1961, ingressa no programa Teatro de Comédia, em peças como O Barão da Cutia (1961).

Em 1961, vai para São Paulo para trabalhar com teatro e televisão.

TV Excelsior (SP)

Por volta de 1962, estava na TV Excelsior, no programa Humor 62 (1962), apresentado por Procópio Ferreira, ao lado de Silvino Neto, Brandão Filho, Luiz Delfino, Colé, Lilian Fernandes, Maurício Barroso, Arapuã, Spina, Machadinho, Germano Mathias, Ariel, Ari Leite, Don Rossé de Cavaca, e tantos outros.

TV Continental

No mesmo ano, retorna ao Rio de Janeiro, aonde vai atuar na TV Continental. Na emissora, esteve no humorístico Humor em Bossa 9 (1962), de Glauco Ferreira, ao lado de Tutuca, Alegria, Gordurinha, Suely May, e Jannete Jane.

TV Tupi (RJ)

Selma Lopes (1958)

Em 1964, retorna a TV Tupi. Na emissora, esteve no humorístico Manda-Brasa (1964), de Bruno Neto e texto de Renato Aragão e outros, no quadro Óia Eu Cum Medo de Ocê, ao lado de Átila Iório. No programa também atuavam Mauro Lúcio, Dari Reis, Terezinha Moreira, Leda Figueiró, e outros.

Até por volta de 1965, há comprovações de que ainda estava na emissora.

TV Rio

Retornando a TV Rio, agora contratada, ingressa no humorístico, Noites Cariocas (1969), ao lado de Murilo Neri, Jorge Loredo, Chocolate, Luely Figueiró, Leda Figueiró, Lígia Rinelli, Dorinha Duval, Margot Morel, e grande elenco.

TV Tupi (RJ)

No ano seguinte, volta a TV Tupi, no Grande Teatro Infantil, em peças como A Moura Torta (1970), ao lado de Antônio Patiño, Estelita Bell, Edson Silva, Neyde Aparecida, e outros.

Também participa do programa humorístico Café Sem Concerto (1971), ao lado de Ary Leite, Nair Belo, Geraldo Alves, Paulo Celestino, Tutuca, Matinhos, e outros.

TV Globo

Selma Lopes e Henriqueta Brieba (1973)

Na TV Globo surge atuando em novelas. Entre elas Uma Rosa Com Amor (1972-73), O Rebu (1974-75), e Anjo Mau (1976).

TV Tupi (SP)

No ano seguinte, retorna a TV paulistana por um período curto, e ingressa na TV Tupi.

Na ocasião, integra o elenco de Domingo é Dia de Graça (1977), ao lado de Ankito, Paulo Celestino, José Santa Cruz, Rogério Cardoso, Olney Cazarré, Older Cazarré, entre outros, Deu a Louca no Show (1977-78), ao lado de José Santa Cruz, Navarro de Andrade, Older Cazarré, Renato Restier, Ankito, Older Cazarré, Matinhos, Geraldo Alves, Rogério Cardoso, José Santa Cruz, e outros.

TV Globo

De volta a Rede Globo, participa da novela Dancin's Days (1978-79).

Selma Lopes (1998)

Na emissora, teve bastante espaço para a participação em humorísticos. Entre eles Os Trapalhões (1980-95), Chico City (1980), Balança Mais Não Cai (1982-83), Chico Anísio Show (1982-90), Estados Anysios de Chico City (1991), Chico Total (1996), e Zorra Total, e na série humorística A Diarista (2004-07).

Chico Anysio fazia questão de convidar seus colegas de rádio para atuarem em seus programas, como Estelita Bell, Nádia Maria, Brandão Filho, Walter e Ema D'Ávila, Zezé Macedo, e tantos outros, e Selma Lopes não poderia ficar de fora.
 
Luís Gustavo, Selma Lopes, Berta Loran, Suely Franco, Pedro Paulo Rangel, e Chico Tenreiro (2009)

Posteriormente retorna as novelas, atuando em Bang Bang (2005), Pé Na Jaca (2007), A Favorita (2008-09), Cama de Gato (2009-10), Dupla Identidade (2014), Rock Story (2016-17), Sol Nascente (2017), Segundo Sol (2018),

Em séries, participou de Você Decide (1994), Faça Sua Historia (2008), Afinal, o Que Querem as Mulheres? (2010), Tapas & Beijos (2011), Brasil a Bordo (2017), e Sob Pressão (2018).

Também fez na emissora a série infantil Sítio do Pica-Pau Amarelo (2006), interpretando a Vovó Caipora.

TV Educativa

Nos anos de 1980, teve uma passagem rápida pela TV Educadora, aonde atuou no programa infantil A Turma do Lambe-Lambe (1980), aonde atuava também como cantora.

Esteve na emissora ao mesmo tempo que esteve na TV Globo.

Multishow

Para o Multishow, atuou no programa humorístico, Procurando Casseta & Planeta (2016).

Música

Como cantora, além de sua atuação na Rádio Atlântida em Santos, também fez shows em boates, como em 1961, ao lado de Wellington Botelho em Um Carioca no Oásis (1961), na Boate Oásis, e gravou músicas, como Gostoso é Namorar (1961), e pela Gravadora Miagosom, Garota Ajuizada (1963), e Primo Juca (1963), entre outras.

LPs

Em 1963, a gravadora Novel, pela etiqueta Curumim, lançou um LP com estorinhas infantis interpretada por elenco radio-teatral. Entre as histórias está A Galinha dos Ovos de Ouro, e O Passarinho Azul, ambas as histórias narradas por Selma Lopes.

Cinema

No Cinema, atuou nos longas-metragens To Na Tua, Ô Bicho (1971), Piranha de Véu e Grinalda (1982), Manhattan (1990) (TV), A Menina e O Monstro (2011), S.O.S.: Mulheres ao Mar 2 (2015), Crô em Família (2018), e Cinderela Pop (2019).

Em curtas-metragens, esteve em Lúcia e a Mala (2007), Depois das Nove (2008), e Direita É a Mão que Você Escreve (2009).

Audiobook

Em 1984, participou do Audiobook (que na época era gravado para fitas k-7) Carne em Delírio (1984), de Cassandra Rios, ao lado dos dubladores Paulo Pinheiro, Alfredo Martins, e Ribeiro Santos, e dos rádioatores Ana Paulo e Canagé Cotta. A empresa de mesmo nome, foi a pioneira no Brasil no seguimento.

Prêmios

Em 1963, foi escolhida como a melhor rádio-atriz cômica do ano de 1962, pelo concurso anual de Melhores do Rádio e da Televisão feito pela Revista do Rádio.

Em 2008, ganhou o Prêmio Yamato de melhor dubladora por Marge em Os Simpsons - O Filme.

Concurso de Miss

Em Setembro de 1948, foi escolhida como a embaixatriz do clube carioca America Football Club, ao lado de Noemy Pires de Sá e Daisy Brandão, para concorrer ao Miss Campeonato realizado pelo jornal Diário da Noite. Um tempo depois ainda na década de 1940, se tornou Miss Tijuca, e também pertenceu ao pleito para as candidatas a Miss Brasil.

Locuções

No rádio, também fez muitas locuções para comerciais, como Biotônico Fontoura, Hospital J.L., entre outros.

Nomes Iguais

Na década de 1960, existia outra Selma Lopes famosa. Essa era cantora, tendo sido descoberta em um programa de televisão. Seus primeiros discos gravou na gravadora Philips. Era da Rádio Guanabara nos anos de 1960.

Vida Pessoal

Selma era filha de Tasso Lopes e Orlandina Lopes.

Dario de Souza e Selma Lopes (1949)

Em 15 de Outubro de 1949, casou-se pela primeira vez com Dario de Souza Oliveira, se separando um tempo depois (em 1951 já estava solteira).

Selma Lopes e Maria Laura (1960)

Na década de 1950, conheceu Ailton, com quem se casou e teve Maria Laura em 1959. Por volta de 1960/61, separa-se de Ailton, e o mesmo em 1961, começa um namoro com uma atriz da Rádio Nacional.

Selma Lopes, Maria Laura, e Mauro Gonçalves (1973)

Na década de 1970, conheceu o ator e locutor Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias de Os Trapalhões, com quem foi casada por alguns anos. A partir daí seu nome mudou-se para Maria Lopes Gonçalves, como ela se apresentava em entrevistas e similares.

Em 1981, já estava separada de Mauro. Posteriormente, Maria Laura foi registrada com o sobrenome de Mauro.

Dublagem

Selma Lopes (2005)

Na dublagem, esteve inicialmente trabalhando para a Disney, no longa A Dama e o Vagabundo, dublado por volta de 1956/57. Logo em seguida, faz parte da primeira leva de dubladores que inicial a dublagem pra TV no Rio em 1958.

Selma passou pelos principais estúdios de dublagem, como Dublasom Guanabara, Riosom, Herbert Richers, VTI, Delart, Wan Macher, Doublesound, Sincrovídeo, Áudio News, Áudiocorp, e tantas outras.

Whoopi Goldberg

Selma dublou atrizes como Vivian Blaine, Anne Baxter, Gloria Grahame, Betty Davis, entre outras, mas a atriz que mais marcou sua carreira foi a excepcional Whoopi Goldberg, na qual é a voz oficial da atriz no Brasil. Entre os diversos filmes que dublou da atriz estão os clássicos Ghost - Do Outro Lado da Vida e Mudança de Hábito 1 e 2.

Marge Simpson

Selma dublou muitos filmes, mais sua veia artística na dublagem eram sem dúvida os desenhos, fez dezenas de personagens conhecidos, como a Madame Patilda no clássico Duck Tales, Vovó Fá nos longas-metragens de Mulan, foi e ainda é a inesquecível Marge Simpson de Os Simpsons, tendo à dublado da 1ª à 7ª temporada, e ter voltado a dubla-la da 14ª temporada em diante. Também foi Laura em Os Mussarelas, a inesquecível Rosemary em Hong Kong Fu, a Senhora Thomas em Laboratório Submarino 2020, a mal humorada e dona da pensão onde Stanley Ipkiss mora, Senhora Peenman em O Máskara, o jovem Flip em Charlie Chan, as irmãs Yubaba e Zeniba lon longa-metragem A Viagem de Chihiro, a voz mais marcante da Bruxa Onilda em As Trigêmeas, substituindo Nelly Amaral no papel. Além disso também fez muitos clássicos da Disney como a Mamãe Camundonga em Robin Hood e Winifred em Mogli - O Menino Lobo, e em muitos deles mostrando também os seus dotes de cantora, como Zira em O Rei Leão 2 e Mama Odie em A Princesa e o Sapo.

Libertad Lamarque

Em novelas mexicanas Selma também foi bem marcante, foi a voz da saudosa atriz Libertad Lamarque que interpretou a Vovó Piedade em A Usurpadora e a Madre Superior Piedade da Cruz em Carinha de Anjo. Também foi a voz da saudosa atriz Marga López em Laços de Amor como Mercedes de Iturbe, em Manacial como Madre Superiora e em Privilégio de Amar como Ana Joaquina Velardi.

Selma Lopes e Carmen Sheila (2011)

Em 2007, foi homenageada no palco do Oscar da Dublagem em São Paulo por sua atuação na série Os Simpsons que estava completando 15 anos. Comemorou isso ao lado de Waldyr Sant'Anna e Rodrigo Antas que dividiam cena com ela na animação. Em 2011, esteve novamente no palco do evento, dessa vez com apenas Waldyr Sant'Anna, aonde foi homenageada pelo evento.

Selma Lopes, Mário Monjardim e Maíra Góes (2012)

Em 2012, foi novamente homenageada, agora no 1º Prêmio da Dublagem Carioca no Rio de Janeiro.
Como professora de dublagem, começou inicialmente dando aula no estúdio Som de Vera Cruz em 2010. Em 2015, começou um curso no Oficina de Atores.

Trabalhos:

Filmes

- Whoppi Goldberg em A Cor Púrpura, A Ladra, Beleza Fatal, Bogus - Meu Amigo Secreto (Primeira Dublagem), Bordel de Sangue, Cinderella - O Filme, Eddie, Fantasmas do Passado, Feita Por Encomenda, Ghost - Do Outro Lado da Vida, Hollywood - Muito Além das Câmeras, Máquina Quase Mortífera, Meu Parceiro é um Dinossauro, Monkeybone - No Limite da Imaginação, Mudança de Hábito (Primeira e Segunda Dublagem), Mudança de Hábito 2, Ninguém Segura Essa Mulher, Os Batutinhas (2ª Dublagem), Segredos de Uma Novela, Todo Mundo Odeia o Chris e Uma História Americana
- Lois Smith em Hollywoodland - Bastidores da Fama, Lady Bird: A Hora de Voar, Minority Report - A Nova Lei, Um Ano do Cão, e Uma Herança da Pesada
- Carmen Miranda em Aconteceu em Havana, Copacabana, Minha Secretária Brasileira, Morrendo de Medo, Romance Carioca, e Uma Noite no Rio
- Bette Davis em A Carta, A Volta da Montanha Enfeitiçada, Meu Reino Por Um Amor, e Perigo na Montanha Enfeitiçada
- Ellen Burstyn em Contra uma Cidade, Dois Homens, Interestelar, Réquiem para um Sonho, e Um Novo Mundo
- Angela Lansbury em Os Pinguins do Papai, e Se Minha Cama Voasse (1ª, 2ª e 3ª Dublagem)
- Jenifer Lewis em Juwanna Mann, Um Anjo em Minha Vida, e Um Novo Homem
- Lupe Ontiveros em Os Goonies, Soldado Universal, Perdido pra Cachorro 2
- Susan Cowan (Vivian Blaine) em Ladrão Que Rouba Ladrão
- Ruth Grandfort (Anne Baxter) em A Tortura do Silêncio
- Angel (Gloria Grahame) em O Maior Espetáculo da Terra
- Bess McCarthy Selwyn (Gwen Verdon) em Cocoon: O Retorno
- Alice Clutterbuck (Fay McKenzie) em Um Convidado Bem Trapalhão
- Muriel Dillon (Kathleen Freeman) em Corra Que a Polícia Vem Ai 33 1/3: O Insulto Final
- Sybil Lofton (Anita Morris) em A Pequena Milionária
- Sra. Peenman (Nancy Fish) em O Máskara (Filme)
- Fay Evelyn Schlob Dumbly DeVay Cochran (Rebecca Schull) em Wings
- Sra. Kovic (Caroline Kava) em Nascido em 4 de Julho (1ª Dublagem)
- Madame Rosmerta (Julie Christie) em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
- Agatha Trunchbull (Pam Ferris) em Matilda
- Mary Wallace (Joan Plowright) em Chá Com Mussolini
- Tia May (Rosemary Harris) em Homem-Aranha 2, e Homem-Aranha 3

Séries

- Whoopi Goldberg (segunda voz) em Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais, Strong Medicine, The Middle: Uma Família Perdida no Meio do Nada, The Tick (2018), Todo Mundo Odeia o Chris, e Um Maluco na TV (30 Rock)
- Liz Torres em Devious Maids, Gilmore Girls (Tal Mãe, Tal Filha): Um Ano Para Recordar, e Tal Mãe, Tal Filha
- Ellen Albertini Dow em Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, e Os Pesadelos de Molly
- Hattie Banks (Virginia Capers) em Um Maluco no Pedaço
- Vovó Zilda (segunda voz) (Florence Stanley) em A Família Dinossauro

Desenhos

- Marge Simpson (1ª a 7ª Temporada, e 14ª Temporada em Diante) em Os Simpsons
Can (segunda voz) em As Novas Aventuras do Ursinho Puff, Leitão - O Filme, Meus Amigos Tigrão e Pooh, O Ursinho Pooh, Pooh e o Efalante, Tigrão e Pooh: Especial de Natal dos Super Detetives, Tigrão - O Filme, Ursinho Pooh: A Páscoa de Guru, e Ursinho Pooh: Um Ano Muito Feliz
- Úrsula em A Pequena Sereia (Série Animada), O Point do Mickey, e Os Vilões e da Disney
- Madame Patilda em Duck Tales, e Duck Tales - O Filme: O Tesouro da Lâmpada Perdida
- Slappy em Animaniacs
- Vozinha em Os Ursinhos Gummi
- Vassourinha em A Feiticeira Faceira
- Laura em Os Mussarelas
- Sra. Finkerton em Grande Polegar: Detetive Particular
- Rosemary em Hong Kong Fu
- Marion em Família Dó-Ré-Mi 2200
- Sra. Thomas em Laboratório Submarino 2020
- Vovó Willow em Pocahontas (Longa-Metragem)
- Coruja em O Cão e a Raposa (Longa-Metragem)
- Joaninha em James e O Pêssego Gigante
- Sra. Peenman em O Máskara (Desenho)
- Flip em Charlie Chan
- Mestra Genkai em Yu Yu Hakusho (2ª Dublagem)
- Sra. Jumbo em Dumbo (2ª Dublagem - Anos de 1960)
- Mamãe Camundonga em Robin Hood (Longa-Metragem)
- Fada Azul em Pinóquio (2ª Dublagem - Anos de 1960)
- Can em As Novas Aventuras de Ursinho Puff
- Amelia Gabble em Aristogatas
- Vovó Fa em Mulan (Longa-Metragem) e Mulan 2 (Longa-Metragem)
- Vovó Iaque em Yakkity Yak
- Vovó Kincaid (Beulah Bondi) em Meu Querido Carneirinho
- Winifred em Mogli - O Menino Lobo (Segunda Dublagem)
- Yubaba e Zeniba em A Viagem de Chihiro
- Zira em O Rei Leão 2 (Longa-Metragem)
- Avó do Número 2 em A Turma do Bairro
- Bruxa Onilda (segunda voz) em As Trigêmeas
- Mama Odie em A Princesa e o Sapo (Longa-Metragem)

Novelas

- Marga López em Laços de Amor, Manancial, No Limite da Paixão, e Privilégio de Amar
- Libertad Lamarque em A Usurpadora e Carinha de Anjo
- Dona Carol (Pituka de Foronda) em Maria do Bairro

Jogos

- Hagara em World of Warcraft
- Myriam Jahzia, a Mística em Diablo III

Fontes: Acervo Pessoal, Dublanet, Revista do Rádio, Wikipédia, Piscitelli Entretenimentos, Aquifolium, Folha de São Paulo, Todo Teatro Carioca, Parada Obrigatória Cine, Diário da Noite, A Scena Muda, Gazeta de Notícias, A Noite: Supplemento, Tribuna da Imprensa, Diário de Notícias, Jornal das Moças, Diário da Noite, Última Hora, Jornal do Commercio, Correio da Manhã, Jornal do Brasil, O Fluminense, Oficina de Atores, Tudo Isso é TV, Astros em Revista, Revista Intervalo, IMDB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página