quarta-feira, 10 de julho de 2019

Siomara Nagy


Arquivo de Som:

Fran (Karen Black) em Trama Macabra


Biografia:

Siomara Naggy foi uma dublador Paulistana e Carioca.

Siomara Naggy (conhecida na época apenas como Siomara) começou a carreira como atriz no teatro.
Início

Começou a carreira por volta de 1958, quando fazia parte do Clube de Regatas Tietê, e foi convidada para participar do desfile das mais belas esportistas de São Paulo no ano.

TV Tupi (SP)

Pery Ribeiro e Siomara Nagy (1960)

Na TV, iniciou a carreira em 1960 na TV Tupi, no programa TV de Comédia, fazendo pequenos curtas de comédia, e no TV de Vanguarda, fazendo pequenos teledramas.

No programa TV de Comédia, temos as peças A Barbada (1960), O Outro Eduardo (1960), O Crime (1960), entre outras.

atores mirins ao lado de Adolar, Ribeiro Filho, Siomara Nagy, Older Cazarré e Cleniza Michel (1960)

Em novelas, primeiramente participou do programa Revista Feminina, que apresentava novelas semanais. Entre elas, temos Trauma de Vaidade (1960), O Gira Mundo (1960), e O Automóvel (1960). Em novelas convencionais, temos sua atuação em Noturno de Chopin (1961).

Ribeiro Filho, Siomara Nagy e Dorinha Duval em Há Um Broto no Meu Futuro (1960)

Em seriados, se desatacou principalmente no humorístico Há Um Broto no Meu Futuro (1960-61), de Ribeiro Filho. Em séries convencionais, também teve grande destaque na série O Falcão Negro (1960).

Em programas, entre outros, tivemos Fantasias Musicais Phillips (1960).

TV Paulista

Em 1961, tem uma breve passagem pela TV Paulista. Entre suas aparições no canal, entre outros, temos o programa Esperando a Boa (1961), ao lado de César de Alencar e Wilma.

TV Cultura

No mesmo ano, ingressa na TV Cultura. Na ocasião, atua no seriado Filho de Peixe (1961), aonde fazia o papel principal ao lado de Flávio Pedroso.

Siomara Nagy (1964)

Em humorísticos, atuou no programa Quando Menos Se Espera..., produzido por Raul Roulien, em diversas peças, como Os Dois Coelhos (1963), Clube de Campo Amorzinho S/A (1963), Formalidade (1963), Eu Fiz Um Requerimento (1964), Escrava Isaura (1964), O Recém Chegado, Adorado... (1964), O Arranja-Tudo (1964), Escândalos D'Outrora (1964), As Mulheres Governam (1964), Curso de Madureza (1964), e O Oráculo (1964).

Em peças esteve em O Apelo (1964), e no programa teatral Encontro Com a Vida (1964).

Saiu da emissora para dedicar-se somente a dublagem.

TV Tupi (SP)

Retorna a TV Tupi no final dos anos de 1970.

Entre outros, atuou no progama infantil Os Pankekas (1978), ao lado de Wilza Carla, Wanderlei Cardoso, Ângela Maria e Agnaldo Rayol, coadjuvados por Gibe, Neide Pavani, Turíbio Ruiz, Dircinha Costa, Roni Cócegas, entre outros.

SBT

Siomara Nagy nos créditos da novela A Justiça de Deus (1983)

Em 1983, atuou na novela A Justiça de Deus, na TVS (SBT). A trama foi baseada no original de Marissa Garrido, sendo escrita por Crayton Sarzy e Amilton Monteiro, e dirigida por Antonino Seabra.

Siomara Nagy e Maria Luiza Castelli (1983)

Na novela, Siomara dividiu elenco como Ana Rosa Coutinho, Thaís de Andrade, Fausto Rocha, Annamaria Dias, Maria Luiza Castelli, Paulo Castelli, Roberto Scudero, Suzy Camacho, Myriam Mehler, entre outros. Na novela, Siomara faz a empregada doméstica de Beatriz (Maria Luiza Castelli).

Rádio Tupi

Em rádio, esteve primeiramente na Rádio Tupi em 1960.

Na emissora, entre outros, esteve no humorístico Super Loja da Alegria (1960), de Ribeiro Filho, ao lado de Percy Aires, Older Cazarré, Nair Silva, Genny Prado e outros.

Rádio Mulher

Esteve na Rádio Mulher em 1973, ao lado de Goulart de Andrade, Henrique Lobo, Lourdes Rocha, Eva Wilma, Clayton Silva, Beatriz Facker, Plínio Marcos, Renato Consorte, Paulo Goulart, Nicette Bruno, e muitos outros.

Rádio Bandeirantes

Nos anos de 1980, está na Rádio Bandeirantes. Na ocasião, atua no programa Boa Noite (1987), no quadro Nosso Mundo Maluquinho (1987), abordando assuntos do dia a dia, e o quadro Mundo dos Artistas (1987), aonde fala sobre cinema, teatro e shows.

Teatro
Siomara Nagy (1961)
Com sua exposição da TV, começou a ser chamada para apresentações em casas de shows e boates. Entre suas atuações, está o espetáculo Ponte Aérea de Atrações (1961), ao lado de Larry Wild, Malena, Trio Nhanduti, Mozart, o mago do teclado, conjunto de Rafael de Aquino e a crooner Maria del Carmen, na Tabaris - Restaurante e Churrascaria.

Em seguida, participou do teatro de revista, Sem Mulher Não Me Divirto (1962), de Fernando D'Ávila ao lado de Chocolate, Maritcha Torres, Cidinha Rocha, Zelma Berg e muitos outros, no Teatro Paramount.

Siomara Nagy (1962)

Rei Momo de Baby-Doll (1962), veio logo em seguida, ao lado das vedetes La Rana, Eleniane Morel, Dalva Irão, entre muitas outras, na Boate Chicote.

Na ocasião também atuou na Companhia José Vasconcellos.

Entre as peças tradicionais de teatro, encenou Cunhado do Ex-Presidente (1964), de Aurimar Rocha, com produção e direção de Fernando D'Ávila, com o elenco de Augusto César, Maurício Loiola, Antônio D'Angelo, Gina Bianchi, Juju, La Rana, Adolfo Machado, Marli Cabral, Marlene Gonçalves e Melinda Blum. A peça estreou em final de Agosto, em São Paulo.

Siomara Nagy e Alfredo Jacob (1964)

Em 1964, também estava na Companhia Teatro Cultural Paulista, de Alfredo Jacob, nas peças Morre Um Gato na China (1964), e A Inconveniência de Ser Esposa (1964).

Esteve também na peça cômica, Toda Fera Tem Um Pai Que é Donzelo (1969), ao lado de Costinha, Cleniza Michel, Wanderley Gricho, e Mario Ernesio, com direção de Tito de Miglio, no Teatro das Nações em São Paulo.

Cinema

No cinema, fez apenas um filme, Intimidades do Homem e a Mulher (1963).

Vida Pessoal

Siomara Nagy, Antônio Rodrigues e amigos (1964)

Em 1964, ficou noiva de Antônio Rodrigues de Oliveira. Posteriormente, rompeu o noivado.

Em 1965, casa-se com Neville George. No início dos anos de 1970, separa-se de Neville.

Dublagem

Na dublagem, ingressou por volta de 1965 na AIC ao intermédio do marido, o diretor, tradutor e dublador Neville George. Neville e Siomara partem para o Rio por volta de 1967, aonde trabalham na TV Cinesom. Na empresa, dublou entre outras produções na série Batman. Alguns anos depois eles se pararam e Siomara retorna a São Paulo.

Ela retorna à AIC, e também vai trabalhar na Odil Fono Brasil e CineCastro. Por volta de 1973, da voz a um dos bonecos do filme brasileiro, Regina e o Dragão de Ouro. Filme dublado na AIC.

Siomara Nagy creditada na produção Luluzinha dublada na TVS, aonde faz a voz do Bolinha

Siomara segue carreira principalmente na AIC nos anos de 1970. Continua presente no final dos anos de 1970 na empresa, quando a mesma é comprada e tem seu nome mudado para BKS.

Segue carreira nos anos de 1980 na BKS, e também atua no Núcleo de Dublagem da TVS, principalmente no estúdio Elenco.

Karen Black em Trama Macabra

Entre os personagens que fez, estão principalmente os feitos em filmes, como Iris Steensma "Easy" interpretada pela atriz Jodie Foster na primeira dublagem de Taxi Drive, Fran interpretada por Karen Black no filme hitchcockiano, Trama Macabra, Eleana interpretada por Alana Stewart em Medusa, Lolita Haze interpretada por Sue Lyon na primeira dublagem de Lolita (1962), Alice Anderson interpretada por Virginia Grey em Tudo o Que o Céu Permite, Grace Markey interpretada por Shelley Winters em Pacto de Honra, entre outros.

Por volta de final dos anos de 1980, início dos anos de 1990, Siomara se ausenta da dublagem, e se aposenta, continuando residindo em São Paulo, Capital.

Trabalhos:

Filmes

- Iris Steensma "Easy" (Jodie Foster) em Taxi Drive (1ª Dublagem)
- Fran (Karen Black) em Trama Macabra
- Eleana (Alana Stewart) em Medusa
- Lolita Haze (Sue Lyon) em Lolita (1962) (1ª Dublagem)
- Helen Sanchez (Stella Garcia) em Joe Kidd
- Alice Stewart (Loretta Swit) em Corrida Com o Diabo
- Alice Anderson (Virginia Grey) em Tudo o Que o Céu Permite
- Eva Galli / Alma Mobley (Alice Krige) em Histórias de Fantasmas (1981)
- Grace Markey (Shelley Winters) em Pacto de Honra

Séries

- Nora Clavícula (Barbara Rush), Sereia (Joan Collins), e Dra. Cassandra (Ida Lupino) em Batman (3ª Temporada)
- Kathy (Robin Dearden) na segunda temporada, Fátima (Ava Lazar), Patty Sullivan (Daphne Ashbrook), Sandy (Kimberly Ross), Garota do Sonny Monroe (Lana Clarkson), Rina (Markie Post), e Bobbi Cardina (Marta Dubois) na terceira temporada de Esquadrão Classe A
- Agente 99 (Barbara Feldon) (terceira voz) em O Agente 86 (5ª Temporada)

Desenhos

- Bolinha em Luluzinha (1976)
- Franz Charming em A Princesa e o Cavaleiro (BKS)

Fontes: Marcelo Almeida, Dublanet, Carlos Campanile, Joferraz Vox, Universo AIC, Marco Antônio Silva Santos, Celso Vasconcellos, Ivan Betarelli, Diário da Noite, Diego Gabriel, Wikipédia, IMDB, Canal Baka - O Mestre de Obras, InfanTV, Carlos Amorim, A Luta Democrática.

Total de visualizações de página