sábado, 30 de março de 2019

Sônia de Moraes


Arquivo de Som:

Ellen O'Hara (Barbara O'Neil) em ...E O Vento Levou


Biografia:

Sônia de Moraes foi uma dubladora Carioca.

Início

Sônia Morais Reis nasceu em 1932 na cidade do Rio de Janeiro.

Teatro

Começou ainda adolescente no teatro, aos 18 anos em 1950, ao lado da tia Dulcina de Moraes, que foi uma das maiores atrizes do teatro brasileiro, e do tio Odilon Azevedo, em sua companhia Dulcina-Odilon.

Odilon Azevedo, Manuel Pêra, Eugênia Levy, e Sônia de Moraes em O Imperador Galante (1953)

Entre as peças que encenou na companhia, estão: As Árvores Morrem de Pé (1950), Sorriso de Gioconda (1952), em Porto Alegre, mas sua estréia pra valer foi em O Mistress Mine (1963), Vivendo em Pecado (1953), O Imperador Galante (1953), Helena de Tróia (1954), Figueira do Inferno (1954), Os Inocentes (1955), em São Paulo, Irene (1956), e As Árvores Morrem de Pé (1956).

Esteve também no Teatro Brasileiro de Comédia, na peça: Quando Se Morre de Amor (1960), ao lado de Teresa Rachel, Suzy Arruda, Francisco Cueco, Ambrósio Fregolente, e outros.

Sonia de Moraes, Margarida Rey, Maria Sampaio , Iracema de Alencar, Dulcina de Moraes, Maria Fernanda, Suely Franco e Nathália Timberg em Oito Mulheres (1963)

De volta a Companhia Dulcina-Odilon, Sônia atua nas peças: Vivendo de Pecado (1961), e Oito Mulheres (1962-63).

No Teatro de Bolso, de Aurimar Rocha, atuou na peça: Meu Marido é Um Problema (1964).

Miguel Carrano, Henriette Morineau, e Sônia de Moraes (1967)

Posteriormente atuou nas pelas: A Perda Irreparável (1965), ao lado de Henriette Morineau, O Noviço (1967), ao lado de Dulcina, Manuel Pêra, Bruno Netto, entre outros.

TV Tupi - São Paulo

Na TV, ingressou em São Paulo no início da década de 1950, na TV Tupi. Participou do Grande Teatros de Monções, fazendo, entre outras a peça: Sorriso de Gioconda (1953).

TV Rio

Ingressou na TV Rio por volta de 1958. Na emissora, entre outros atuou nas peças do programa Teatro de Variedades, como: O Fio da Navalha (1958).

Mas foi em programas humorísticos que despontou na emissora. Entre eles, temos: Tim-Tim Por Tam-Tam (1959), ao lado de Chico Anysio, Ema D'Ávila, Jorge Loredo, Jô Soares, Costinha, e outros, TV... Se Te Agrada (1959), ao lado de Ema D'Ávila, João Leredo, entre outros, A Escolinha de Dona Yayá (1960), entre outros.

TV Tupi - Rio

Em 1960, ingressa na TV Tupi, aonde atua em programas, como Teatro de Comédia, em peças, como: O Moço Loiro (1960), e Contador de Histórias, em peças, como: A Dona da Serra Vermelha (1960).

Na época, também teve uma breve passagem pela TV Continental.

TV Rio

Retorna a emissora em 1961, aonde novamente é muito escalada para participações humorísticas. Entre elas no programa Domingo Alegre (1961), aonde fazia um quadro com Moacyr Franco, aonde interpretava a secretária Margareth, e Moacyr interpretava João Sueter, e no programa Teatro Psicotécnico, em peças, como: Sherlock Holmes (1962).

Entre idas e vindas, e contratações pela emissora, como foi em 1965, fica na casa até 1965, quando retorna para a TV Tupi.

TV Tupi - Rio

Na emissora na ocasião, atua em programas como Teatro de Comédia, em peças, como: O Mal de Ser Bom (1965).

Por conta do extenso trabalho na dublagem, acaba não atuando mais em televisão.

Rádio Piratininga

Em 1958, vai para São Paulo participar do recém-inaugurado departamento de rádioteatro da Rádio Piratininga.

Entre as produções na emissora, estão As Flores Também Murcham (1958), ao lado de Ênio Santos e Ronaldo Baptista, Lágrimas de Madalena (1959), ao lado de Neuza Maria, Amaury Costa e Isaura Gomes, com sonoplastia de Benito di Nardo, e o programa A Nossa Família (1959) de J. da Silva Vidal, entre outras.

Trabalhou na emissora ao lado de Neuza Maria, Isaura Gomes, Amauri Costa, Elza Cardoso, Ronaldo Batista, Maria Aparecida Alves, Vilma Aguiar, Augusto Barone, Nara Navarro, Ênio Santos, Wolner Camargo, Garcia Neto, entre outros.

Em 1959, o departamento acaba, por conta da concorrência com a Rádio São Paulo, e Sônia retorna para o Rio. Foi uma das poucas atuações que teve em rádio em toda sua carreira.

Cinema

No cinema, esteve nos filmes: Titio Não é Sopa (1959), ao lado de Procópio Ferreira e Herval Rossano, Aí Vêm Os Cadetes! (1959), ao lado de Agildo Ribeiro e Arthur Costa Filho, A Viúva Valentina (1960), ao lado de Dercy Gonçalves, Jaime Costa, Wilson Grey, e grande elenco, e A Morte Transparente (1978), ao lado de Jaime Barcelos, Roberto Faissal, Domício Costa, e outros.

Vida Pessoal

Dulcina de Moraes, Sônia de Moraes, e Conchita de Moraes (1954)

Além de Dulcina de Moraes e Odilon Azevedo que eram seus tios, Sônia também tinha Conchita de Moraes que era sua avó, e Luiz Carlos de Moraes que era seu primo, com quem também trabalhou na dublagem na TV Cinesom.

Conheceu Dary Reys na companhia de sua tia em 1950, cansando-se com ele em 1953, e tendo em 1954 uma filha chamada Leana. Na ocasião adotou o nome de Sônia de Moraes Reys (ou Sônia Morais Reis). Além da Companhia Dulcina-Odilon, trabalhou com Dary na TV, como por exemplo na TV Rio.

Por volta de 1962/63, se divorcia de Dary, e se casa com o ator Bruno Netto. Chegou a dublar com Bruno por algum tempo na CineCastro. Se divorciaram por volta de 1966. Alguns anos depois ela chegou a namorar e morar junto com Domício Costa, se separando também posteriormente. Acredito que isso tenha ocorrido no final dos anos de 1970, início dos anos de 1980.

Dublagem

Na dublagem, entrou por volta de final dos anos de 1950, início dos anos de 1960. Acredito eu que ela tenha ingressado na ZIV em 1958, já que trabalha na ocasião na TV Rio.

No início, dublou principalmente na CineCastro. Na empresa, dublou com vários colegas com quem trabalhou no teatro, como Nathalia Timberg, Maria Fernanda, Theresa Amayo, além de colegas com quem trabalhou na televisão, como Mara Di Carlo, entre outros. Também trabalhou na Riosom e TV Cinesom.

Nos anos de 1970, foi para a Herbert Richers, aonde seguiu longa carreira. Na empresa foi tanto dubladora, quando diretora de dublagem.

Com uma voz doce e macia, Sônia sempre era chamada para dublar mulheres e senhoras calmas, e muitas vezes personagens com um tom mais divertido. Alem disso, era muito chamada pra dublar personagens em desenhos animados, no qual fazia vozes de mocinhas, meninos, bruxas, e muitos outros.


Vovó em A Família Addams

Entre os seus personagens mais conhecidos, primeiramente estão os feitos desenhos, como a segunda voz de Toulie em Os Três Mosqueteiros, Melody em Josie e as Gatinhas no Espaço, Harriet Krupp em Os Pesadelos de Molly, Coala Candy em Taz Mania, Vovó em A Família Addams (Anos de 1990), Sra. Ashworth em Cavalo de Fogo, a segunda voz de Mitsuo Suwa / Super Dínamo em Super Dínamo, Heckett em A Princesa e o Cavaleiro, Rainha Shahira em Os Cavaleiros da Arábia, Bruxa Hazel em Looney Tunes (CineCastro), Olivia Palito em Popeye (Estúdios Fleischer e Paramount), entre outros.

Gloria Stuart em Titanic

Em filmes, foi a voz de Eleanor Crisp interpretada por Carroll Baker em Um Tira no Jardim da Infância, Ellen O'Hara interpretada por Barbara O'Neil em ...E O Vento Levou, Vovó Gilmore interpretada por Frances Bay em Um Maluco no Golfe, Sra. Medlock interpretada por Maggie Smith em O Jardim Secreto, Mama Raghetti interpretada por Ann Morgan Guilbert em Dois Velhos Mais Rabugentos, Tia Leslie interpretada por Terrie Snell em Esqueceram de Mim e Esqueceram de Mim 2: Perdido em Nova Iorque, Tutti Bomowsky interpretada por Estelle Getty em Pare! Senão Mamãe Atira!, Rainha Uberta interpretada por Sandy Duncan em A Princesa Encantada, Vovó Addams interpretada por Carol Channing em A Família Addams, Alcmene interpretada por Barbara Barrie – Hércules, Rose idosa interpretada por Gloria Stuart – Titanic, Policial/ Marilyn Camareira interpretada por Audrie Neenan em Segos, Surdos e Loucos, Vesper Lynd / 007 interpretada por Ursula Andress em Cassino Royale interpretada por 1967, Sra. Lane interpretada por Doreen Chalmers em Psicose IV – A Revelação, Moneypenny interpretada por Lois Maxwell em 007 – Somente Para Seus Olhos, Vivian Adams interpretada por Mary Ellen Trainor em A Morte Lhe Cai Bem, alem das atrizes Glynni Johns em Enquanto Você Dormia e Zelly & Eu, e Ellen Albertini Dow em O Pestinha 3 e Os Pesadelos de Molly.

Martha Kent em Lois e Clark - As Novas Aventuras do Superman

em séries fez Martha Kent interpretada por K Callan em Lois e Clark - As Novas Aventuras do Superman, Mulher Gato 2 interpretada por Eartha Kitt e Tia Harriet Cooper interpretada por Madge Blake em Batman (TV Cinesom), Margo Perina interpretada por Mimi Rogers em Magnum, Mary Carson interpretada por Barbara Stanwick em Os Pássaros Feridos, Evelyn Ryan “Grams” interpretada por Mary Beth Peil em Dawson’s Creek, Meg Greene interpretada por Lois Smith em Twister, entre outros.

Diretora Oliva em Carrossel

Em novelas mexicanas, foi a voz da atriz Beatriz Moreno em Carrossel, Vovô e Eu, e Maria do Bairro, Dona Marcelina Rochild interpretada por Iran Eory em Carrossel das Américas, Tia Esperança interpretada por Pituka de Foronda em Marimar, entre outros.
 
Por volta de 2004, se afastou da dublagem e vai morar no Retiro dos Artistas em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, junto com a irmã.

Veio a falecer no dia 17 de Janeiro de 2010, aos 78 anos de idade.

Trabalhos:

Filmes

- Ellen Albertini Dow em O Pestinha 3 e Os Pesadelos de Molly
- Tia Leslie (Terrie Snell) em Esqueceram de Mim, e Esqueceram de Mim 2: Perdido em Nova Iorque
- Eleanor Crisp (Carroll Baker) em Um Tira no Jardim da Infância
- Ellen O'Hara (Barbara O'Neil) em ...E O Vento Levou
- Vovó Gilmore (Frances Bay) em Um Maluco no Golfe
- Sra. Medlock (Maggie Smith) em O Jardim Secreto
- Mama Raghetti (Ann Morgan Guilbert) em Dois Velhos Mais Rabugentos
- Tutti Bomowsky (Estelle Getty) em Pare! Senão Mamãe Atira!
- Rainha Uberta (Sandy Duncan) em A Princesa Encantada
- Vovó Addams (Carol Channing) em A Família Addams
- Alcmene (Barbara Barrie) em Hércules
- Rose idosa (Gloria Stuart) em Titanic
- Policial / Marilyn Camareira (Audrie Neenan) em Cegos, Surdos e Loucos
- Lucinda Purify (Ruby Dee) em Febre da Selva
- Eleanor Dupress (Neva Patterson) em V – A Batalha Final
- Elvira Stitt (Maidie Norman) em O Que Terá Acontecido a Baby Jane?
- Sra. Finkle (Alice Drummond) em Ace Ventura – Um Detetive Diferente
- Gwen Verdon em As Filhas de Marvin
- Sra. Van Hoskins (Mabel Albertson) em Mabel Albertson
- Madame Sophie “Peaches” (Ruth White) em A Marca da Força
- China Doll (Jean Harlow) em Mares da China
- Vesper Lynd / 007 (Ursula Andress) em Cassino Royale (1967)
- Meg Greene (Lois Smith) em Twister
- Sra. Lane (Doreen Chalmers) em Psicose IV – A Revelação
- Sra. Nora Diggers Dinsmoor (Anne Bancroft) em Grandes Esperanças
- Moneypenny (Lois Maxwell) em 007 – Somente Para Seus Olhos
- Vivian Adams (Mary Ellen Trainor) em A Morte Lhe Cai Bem
- Adele (Kelly Bishop) em Seis Graus de Separação
- Amanda Prendergast (Tuesday Weld) em Um Dia de Fúria
- Violet (Valetina Cortese) em As Aventuras do Barão de Münchausen
- Mortianna (Geraldine McEwan) em Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões
- Glynni Johns em Enquanto Você Dormia e Zelly & Eu
- Prima Catherine (Miriam Flynn) em Férias Frustradas

Séries

- Martha Kent (K Callan) em Lois e Clark - As Novas Aventuras do Superman
- Mulher Gato 2 (Eartha Kitt), e Tia Harriet Cooper (Madge Blake) em Batman (TV Cinesom)
- Margo Perina (Mimi Rogers) em Magnum
- Mary Carson (Barbara Stanwick) em Os Pássaros Feridos
- Evelyn Ryan “Grams” (Mary Beth Peil) em Dawson’s Creek

Desenhos

- Toulie (segunda voz) em Os Três Mosqueteiros
- Melody em Josie e as Gatinhas no Espaço
- Coala Constantine em Taz-Mania
- Vovó em A Família Addams (Anos de 1990)
- Professora da Felícia em Pinky, Felícia e o Cérebro
- Sra. Ashworth em Cavalo de Fogo
- Mitsuo Suwa / Super Dínamo (segunda voz) em Super Dínamo
- Heckett (primeira voz) em A Princesa e o Cavaleiro
- Rainha Shahira em Os Cavaleiros da Arábia
- Bruxa Hazel em Looney Tunes (CineCastro)
- Olívia Palito em Popeye (Estúdios Fleischer e Paramount - 1ª Dublagem)
- Mulher do Greenpista em Os Mistérios de Piu-Piu e Frajola
- Rainha Uberta em A Princesa Encantada

Novelas

- Dona Marcelina Rochild (Iran Eory) em Carrossel das Américas
- Beatriz Moreno em Carrossel, Vovô e Eu, e Maria do Bairro
- Tia Esperança (Pituka de Foronda) em Marimar

Fontes: Acervo Pessoal, Dublanet, Wikipédia, Revista do Rádio, Einar Arthur Berger, Fernanda Furquim, Revista Veja, Coleção Aplauso, Universo AIC, Diário de Notícias, Banco de Personagens, Taringa!, The Times, O Fluminense, Razorfine, Radiolândia.

Total de visualizações de página